Seth MacFarlane, o queridinho mais odiado de Hollywood

por 20 de fevereiro de 2013 Portfolios Sem comentários

Saiu há alguns dias o anúncio de que Seth MacFarlane será o apresentador do Oscar no dia 24 de março, como a gente já tinha dito aqui. Já tínhamos inclusive falado de um trabalho dele aqui. Daí fui pesquisar e descobri que o cara é muito melhor do que imaginava. Pira no currículo do Jedi:

– Hanna-Barbera
– Cartoon Network: Laboratório de Dexter, A Vaca e O Frango e Johnny Bravo
– Walt Disney Television Animation: Ace Ventura
– Nickelodeon

Oscar-2013-ao-vivo
 

Mas foi ao criar Family Guy para a Fox que o cara realmente fez sua fama. Além do roteiro, ele é responsável pelas vozes de Peter, Stewie e Brian Griffin, Quagmire e outros. Seth Green e Mila Kunis também dublam Cris e Meg Griffin, respectivamente. Pra você que nunca assistiu, esse não é um desenho qualquer. É um Simpsons bem mais ácido. Vale muito a pena. Meu personagem preferido é o Stewie, porque né? Um bebê com sotaque britânico não se encontra em qualquer esquina. Conheça alguns de seus melhores momentos:

 

 

Depois de Family Guy, ele criou o American Dad e o Cleveland Show, esse último é um spin-off do Family Guy. Mais recentemente lançou o filme do ursinho maconheiro Ted, que é mau-humorado pacas. #midentifico. Seth também é o dublador de Ted e ainda brinca com o fato de ambos Ted e Petter Griffin terem a mesma voz.

 

220px-Griffin_family
 

Além de Ted, ele tem participação em outros 9 filmes, seja como diretor, produtor, roteirista ou dublador. Na TV, já participou de Star Trek, Gilmore Girls (01 saudade) e Saturday Night Live, dentre zilhares de outros. Já lançou um disco e dois jogos de videogame. Prêmios? Foi indicado ao Oscar esse ano por “Everybody Needs a Best Friend” de Ted, mas já ganhou outros 10. E você tá fazendo o que lendo esse post e dormindo 8 horas por dia? Quer ser Djênio? Vai trabalhá, vagabupiiiii!

 

Ted_Movie_Photo_300
 

A expectativa para a apresentação do Oscar é grande. Será que a Academia vai censurar suas melhores piadas? Espero que não, pois em tempos eternos de “politicamente correto”, uma piadinha cirurgicamente cáustica sempre cai bem. Desculpe, sociedade.

 

ANUNCIE AQUI

Quer usar esse nosso espaço? Entre em contato conosco. Clique aqui!