Captura de Tela 2013-05-08 às 18.43.24

 

Sessão nostalgia chegando para encher seu coração. O belíssimo verso do título é originalmente do ratinho do Castelo Rá-Tim-Bum, mas provável que na sua lembrança é da propaganda fofíssima das quiança tomando baim da Johnson’s, confere? Eis umas das formas em que as animações ficam pra sempre em nossos corações: publicidade. Acho que a maior parte dos leitores Dilata tem uns 5 personagens e/ou histórias carismáticas pra colocar nessa lista amável de animação pra vender. Vamos nessa?

 

Aquarela, Faber Castell

 

Do estúdio Start Anima, em 1983. O clássico de Toquinho (de Vinícius de Moraes, Maurizio Fabricio e Guido Morra também, viu?) foi lindamente animado por Walbercy Ribas, o gênio dos comerciais. O vídeo ficou marcado na memória dos espectadores durante gerações e ganhou outras duas versões em 1995 e 2001. A minha preferida é a do Andrés Lieban:

 

 

Cotonetes Johnson & Johnson:

 

 

Walbercy Ribas também foi o djênio que criou o homenzinho azul dos cotonetes Johnson’s, em 1978. O sucesso foi tão grande que no ano de lançamento a campanha faturou o Leão de Bronze em Cannes, maior prêmio de publicidade no mundo.

 

Baratinha do Rodox

 

 

Pra variar, esta comediante barata é personagem de Walbercy Ribas. Criada em 1971 para divulgar o inseticida Rodox, o filme foi premiado no Festival de Veneza em 1972. A baratinha, quem diria, foi o primeiro personagem brasileiro a ser premiado no exterior. O único perhaps é que ela também foi a responsável pela queda de vendas do produto. Por que? As crianças, apaixonadas pela barata do comercial, insistiam para que suas mães não comprassem Rodox. Vai matar o bichim tão simpático? Naaah, não dá.

 

Ratinho Jonhson’s

 

 

 

O famoso ratinho do Castelo Rá-Tim-Bum, criado por Marcos Magalhães, inspirou diversos comerciais da Johnson’s. Apesar de termos na mente sua imagem muito associada à marca, ele nunca apareceu nos comerciais.

Laaaaava ateéeeeee meu péeeeee! Meu querido péeeeee, que me aguenta o dia inteiro!

 

O Som Colorido – Sharp

 

 

Adivinha quem foi o criador desse animado e psicodélico comercial? Previsível, né? Walbercy de novo! Surpreso por ter tantas animações dele marcadas na memória? Natural, afinal ele trabalhou em mais de 2.000 comerciais e filmes animados, marcando a publicidade brasileira de forma única. Ribas também foi convidado do ANIMA MUNDI em 2001.

 

Formigas Philco – Hitachi

 

Você se lembra das formiguinhas lindas que se divertiam horrores com uma caixa de som? Essa é uma das propagandas mais tops pra mim. Eu sei que foge ao estilo das outras acima, mas ó: PRECIOUS. Precisei incluir. Esse comercial foi produzido pela F/Nazca em 1994, com criação de Fábio Fernandes e direção de Sergio Amon. A computação gráfica é obra do Vetor Zero (fucem esse portfólio. É completamente fodástico!).

 

 

[Via blog do Anima Mundi]

Autor Livia Holanda

Mais por Livia Holanda

Join the discussion 2 comentários

Deixe uma resposta

ANUNCIE AQUI

Quer usar esse nosso espaço? Entre em contato conosco. Clique aqui!