Quem nunca ficou horas relembrando momentos de infância com a família? Aquelas histórias engraçadas sobre quando você era pequeno(a) e dormiu na casinha do cachorro, ou cortou o próprio cabelo, ou perdeu o primeiro dentinho. Só que tem vezes que não conseguimos nos lembrar tão bem destes momentos quanto os nossos pais ou avós e, muitas vezes, estes momentos nem são registrados. Para João e Irene, porém, o futuro vai ser diferente!

 


PF (3)

 

 

Pedro Fonseca é um escritor que tinha o desejo de escrever um livro infantil. O desejo virou realidade e o livro infantil, um blog para e sobre seus filhos. No blog Do seu pai, Pedro mescla imagens e cartas belíssimas direcionadas aos filhos. O projeto não é apenas uma forma de guardar as lembranças destes momentos preciosos, mas um verdadeiro presente para os seus filhos, contendo lições de vida e mensagens sobre o que ele estava sentindo.

 

Abaixo a primeira carta de Pedro para os filhos.

João e Irene:
meu nome é Pedro e sou seu pai. Aos poucos vou explicar isso aqui melhor – essa coisa de ser pai, como funciona, o que precisei fazer, como conquistei sua mãe (essa história é demais), quem são seus tios, avós, gente querida que desde que vocês nasceram estão por perto, para a nossa sorte. Esse aqui é um blog e talvez quando vocês estiverem maiores seja algo muito mais ultrapassado do que já é. Sim, estamos em 2013 e muitos amigos do papai acham blog coisa de velho. Mas adoro blogs (vou inclusive mostrar uns aqui, para vocês acompanharem o que acontecia no mundo enquanto cresciam brincando). Pois bem, continuando. Pensei em algo muito importante: que preciso escrever mais para vocês. Deixar um pouco da nossa história escrita, porque um dia a gente vai ler isso juntos e dar muitas risadas. Tudo bem, talvez eu chore um pouco, porque sou canceriano (um dia vocês vão entender isso, chama-se astrologia e uso bastante para justificar uns comportamentos meus, como o fato de ser bem chorão). Pela vontade imensa de já sentar e conversar, fiz esse blog hoje mesmo, bem rapidinho (desculpem, eu sei que não está bonito – mas um dia vocês também irão entender que a intenção vale um pouco mais quando fazemos com amor). E quero começar dizendo algo que vocês já sabem, mesmo tendo apenas 4 anos (você, João) e 5 meses (você, Irene).
Amo vocês.

Do seu pai,
Pedro.

 

PF (1)

 

PF (4)

 

PF (5)

 

PF (6)

 

 

No blog, o autor ainda postou um vídeo com o nascimento de Irene:

 

Abaixo, alguns exemplos das cartinhas para os filhos:

PF (7)

 

Irene,

quando você olha para mim, assim, tenho certeza de que nada me falta.

Do seu pai,
Pedro

 

PF (8)

 

João,

vê-lo doente me deixa igual.

Do seu pai,

Pedro.​

 

Lindo, não?

 

[Via Razões Para Acreditar]

Autor Ana Paula

Publicitária formada, aspirante a artista plástica, gnomo de jardim e pintora de rodapé nas horas vagas.

Mais por Ana Paula

Join the discussion Um comentário

Deixe uma resposta

ANUNCIE AQUI

Quer usar esse nosso espaço? Entre em contato conosco. Clique aqui!